Ministério Público Investiga possíveis irregularidades na prefeitura de Branquinha

ARCCOP está acompanhando a apuração dos fatos junto com o MPE

Por Redação 22/08/2017 - 10:23 hs
Foto: Secom/branquinha
Ministério Público Investiga possíveis irregularidades na prefeitura de Branquinha
Vice prefeito e prefeito do município de Branquinha

Acabou no ultimo sábado, dia 19, o prazo estabelecido pelo Ministério Público Estadual - MPE, para a prefeitura Municipal de Branquinha prestar informações acerca de sua folha de pessoal. Essas informações foram solicitadas pelo promotor de justiça Marcus Aurélio Gomes Mousinho da promotoria de justiça de Murici/AL, que recebeu denúncias de possíveis irregularidades na folha de pagamento de pessoal.

Foi requerido da Secretaria de Administração do município de Branquinha, a relação completa dos funcionários contratados e os ocupantes de cargos em comissão e as repartições em que estão lotados. O Ministério público quer apurar se a administração municipal ultrapassou o índice de responsabilidade fiscal.

Por causa desta apuração movida pelo MPE, o prefeito de Branquinha, Jairon Maia Fernandes Neto, emitiu as pressas no dia 15 de agosto, um decreto (Nº. 012/2017) promovendo a rescisão de todos os contratos temporários e retirou as gratificações de cargos comissionados e funções de confiança. Essas demissões feitas de modo repentino e as pressas levantam questionamentos que com certeza serão apurados pelo MPE.

ARCCOP – Associação Regional de Combate a Corrupção Política no Estado de Alagoas, está acompanhando a apuração dos fatos e junto com o Ministério Público Estadual também recebeu denúncias por parte da população e solicitou informações da prefeitura.