Prefeito diz ter extrapolado limite de gastos com pessoal, comprometeu mais de 52% da receita

Também disse que já está demitindo, pra poder adequar-se a Lei de Responsabilidade Fiscal

Por Redação 29/05/2017 - 16:24 hs
Foto: Secom/ União dos Palmares
Prefeito diz ter extrapolado limite de gastos com pessoal, comprometeu mais de 52% da receita
Prefeito de União dos Palmares em entrevista a Radio AG Fm no ultimo sábado dia 27 de maio

No ultimo sábado o prefeito Areski de Freitas, concedeu entrevista a radio AG FM. E chamou a atenção resposta dada por ele a uma das perguntas feitas pelo radialista Célio Martins. O radialista Célio Martins quis saber: se a prefeitura foi pega numa situação difícil financeiramente, por que tantas contratações no início do governo?

De acordo com o prefeito, as contratações feitas por sua administração extrapolaram o limite estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que limita os gastos com pessoal em 52% da receita liquida do município, e tentou justificar dizendo que, todas as contratações feitas são necessárias para que os serviços públicos possam funcionar corretamente. Também disse que já está demitindo, pra poder adequar-se a LRF, mas essas demissões, segundo o prefeito, vão fazer com que alguns serviços funcionem de forma precária. "vai ficar faltando vigia em posto de saúde, vai ficar faltando vigia em escola, vai ficar faltando arquivista" disse o prefeito de União dos Palmares.

Motivo da pergunta:

Desde o começo da gestão que, funcionários efetivos e moradores do município fizeram denúncias sobre a quantidade de contratações, bem como sobre a criação de órgãos que exigiram mais contratações. A resposta do prefeito e as demissões acabam por justificar tais denúncias.

Também se justificam os pedidos de concurso público, pois se há a necessidade de mais funcionários na prefeitura, o meio correto de acordo com a lei, seria o concurso público.

O prefeito finalizou a resposta dizendo que vai recontratar, apenas quando a prefeitura aumentar as suas receitas.